TEMER REDUZ BOLSA ATLETA, MAS LAGEANOS SÃO CONTEMPLADOS

Publicado por Nilton Wolff em

No último dia útil do ano, o governo Michel Temer publicou no

Diário Oficial da União a lista de contemplados do Bolsa Atleta de 2018.

A União decidiu cortar o orçamento do programa praticamente pela metade

em relação aos anos anteriores – na comparação com 2014, 2015 e 2016,

por exemplo, a queda é de quase 60%.

De acordo com o Ministério do Esporte, o investimento no Bolsa Atleta

será de R$ 53,6 milhões em 2018, valor muito inferior aos repasses de

exercícios passados, que geralmente superavam R$ 150 milhões.

Mesmo com esse corte, dos mais de 3 mil atletas, 8 são lageanos.

Os valores variam de R$370,00 para o atleta de base e estudantil, e de

até R$15 mil para quem está classificado entre os 20 no ranking mundial

de sua modalidade.

Duas modalidades de Lages foram contempladas, 1 atleta do tiro esportivo 

e 7 do atletismo.

Os conveniados deverão enviar ao Ministério dos Esportes o termo de

adesão dentro de 30 dias.

Os contemplados na modalidade atletismo são os seguintes:

Diorgenes José Warmiling,

 Emanuelly Keilla Remoaldo,

Emerson dos Santos Lopes,

Aline da Silva Castilhos,

Célio Muniz Vieira,

Leonardo de Souza Santos,

Roger de Castro Palhano

 e na modalidade tiro esportivo, Osmar Guzatti Dengo.

A prefeitura de Lages, através da FME, contempla em torno de 100 atletas

com ajuda de custo para participar das competições durante o ano.

O superintendente Nilson Cruz, informou que no início da atual

administração o valor investido no programa Bolsa Atletas era de R$ 30mil

e que para o ano de 2019, está garantido o recurso de R$ 190 mil.

 

A “AVALANCHE LAGEANA”

Um dos beneficiados com a Bolsa em 2019, será o lageano

Emerson dos Santos Lopes, o “AVALANCHE”

O jovem atleta obteve o 1º lugar nas categorias Lançamento de Disco e

Arremesso de Peso no Open Internacional Loterias Caixa de Atletismo,

realizado entre os dias 21 e 23 de abril de 2017 em São Paulo.

Emerson conseguiu participar da competição porque foi convocado pela

Seleção Brasileira de Atletismo Paraolímpico, que bancou as despesas

de hospedagem e locomoção.

“Quando nasci, na hora do parto, o médico me puxou de maneira errada

e eu acabei perdendo os movimentos do braço direito. Lembro-me que,

na escola, algumas pessoas me barravam até mesmo na Educação Física.

Tive de mudar de instituição de ensino para conseguir praticar o esporte.

Hoje, estar onde estou, e conquistar o índice A para um Mundial de

Atletismo é algo que nem sequer consigo acreditar. Minha família está

absolutamente contente, todos muito emocionados.”

 (Emerson dos Santos Lopes, Lageano, 24 anos, especialista em

provas de campo e foi um 25 representantes brasileiros no

Mundial de Londres 2017)

Texto: Nilton Wolff

Fontes: Comitê Paralímpico Brasileiro, Globo Esporte.com e

Lages na Rede.com (Amarildo Volpato)

Foto: Alexandre Urch.  Comitê Paralímpico Brasileiro = CPB

 

Compartilhar
Categorias: Início

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *