A primeira rodada da Primeira Divisão do Jocol 2018 foi aberta

com um inovação na arbitragem

O uso de comunicadores ou ponto eletrônico como é mais conhecido

no mundo futebolístico.

Tudo iniciou no Paulistão de 2007 quando foi usado pela primeira vez o

ponto eletrônico. A empresa Motorola forneceu os primeiros equipamentos

que facilitaram o contato entre árbitros e auxiliares durante as partidas.

Ele permite tanto chamadas individuais quanto conferências com

vários participantes. Além disso, o aparelho tem resistência à chuva, a impactos

e a variações de temperatura, o que o tornou adequado para utilização

nos jogos de futebol.

No jogo entre Juvenil Bloco II e Associação Vila Nova no domingo (9) no

campo do Beira Raia, o árbitro Charles Neves e seus auxiliares fizeram o

teste final do aparelho. Inclusive o mesário ficou com uma das unidades

para contatos com o trio de arbitragem.

Charles conta que encomendou os aparelhos via Internet já que em Lages

não tinha para vender.

Uma ótima opção para agilizar o jogo e até mesmo opiniões do quarteto

da partida, assim como aconteceu na final de domingo no Paulistão,

onde o árbitro marcou um pênalti e ao ser chamado pelo 4º árbitro,

foi fornecida a informação que não houve o mesmo.

O árbitro Marcelo Aparecido então voltou atrás a marcação, numa

decisão acertada pois depois o vídeo do lance mostraram que não

havia acontecido a penalidade.

Compartilhar